Queixas contra Jean Claude Bastos serão arquivadas.

Posted by

O «Novo Jornal de Zurique» (Neue Zürcher Zeitung) confirmou que está para breve, por parte do Ministério Público helvético, o arquivamento das queixas que pendiam contra Jean-Claude Bastos de Morais.

O ex gestor do Fundo Soberano de Angola, junta assim mais uma vitória após ter ganho em Julho de 2018 a batalha judicial num tribunal em Londres, em que o juiz acusou os advogados do FSDEA de terem apresentado “material incompleto de forma injustamente unilateral” no seu processo original , e de ter vencido similar conflito nas Ilhas Maurícias em Março de 2019.

Todos os activos então arrestados pelas autoridades suíças já foram devolvidos ao gestor angolano, uma vez que se comprovou que o teor da acusação, assente em “lavagem de dinheiro e cobrança de elevadas comissões”, para além de enorme fragilidade, não possuíam qualquer fundamento.

Em Maio do ano transacto, a Quantum emitiu um comunicado onde revelava enorme “espanto” por o FSDEA “ter recorrido a processos judiciais” contra aquele grupo, “quando” recebia “atualizações regulares sobre as operações e sobre o valor do Fundo, que cresceram sob a administração da Quantum”: “Em vez de lançar processos legais equivocados, a Quantum Global acredita que o FSDEA” deveria “procurar uma solução negociável ou arbitragem em conformidade com os acordos contratuais“.

O tempo acabou por dar razão a uma das partes, uma vez que Bastos de Morais foi libertado da cadeia de Viana, em Março do presente ano, onde esteve detido preventivamente desde Setembro de 2018, mediante um acordo tal como solicitado pela Quantum um ano antes.

Fonte: Neue Zürcher Zeitung, Cidadela

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.