DESVALORIZAÇÃO: Kwanza pode atingir 44 mil AKZ/100 Euros em Dezembro de 2019.

Posted by

A consultora Bloomberg Intelligence alertou em Dezembro de 2018 que novas desvalorizações do kwanza, no seguimento do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), poderiam fazer com que Angola caísse para o quinto lugar das maiores economias da África subsaariana.

Na peça, citava a agência, o “Fundo elenca a flexibilidade da taxa de câmbio para recuperar competitividade como um pilar crítico do programa; uma desvalorização adicional do kwanza deve fazer com que Angola escorregue para o quinto lugar das maiores economias da África subsaariana”.

As previsões de então por parte do FMI para Angola estavam baseadas numa desvalorização do kwanza em 48,5% para 2018 e 28% em 2019, o que comparava com as estimativas anteriores de 10,1% e 7,3%, respetivamente, acrescentavam os consultores da agência de informação financeira Bloomberg.

A tendência da moeda angolana face ao euro e ao dólar foi marcada pela depreciação do kwanza registado até novembro de 2018, tendo, nos primeiros 11 meses daquele ano depreciado em torno dos 46%, e estabilizado nos dois meses seguintes, quando atingiu um pico de 355 kwanzas/euro e 315 kwanzas/dólar.

Em Janeiro de 2018 o euro valia 185,40 kwanzas, enquanto o dólar se transacionava a 165,92 kwanzas, portanto, a previsão da Bloomberg Intelligence teve um grau de imprecisão de 2,8%.

Utilizando o mesmo raciocínio, e tendo em conta que em 2019 o  kwanza já se depreciou 51,551% face ao euro e 51,482% em relação ao dólar, ou seja, mais 5% quando acumulado o montante de 2018, será de esperar, caso se mantenha a tendência, que a moeda local termine 2020 avaliada em 43, 950 Kwanzas por cada 100 Euros e 38, 986 Kwanzas por cada Dólar.

Caso o cenário da Bloomberg se materialize, o valor da moeda angolana tanto em relação ao Dólar como ao Euro ultrapassará por cada nota de 100 a barreira dos 50 mil kwanzas, algo que o Cidadela julga ser improvável e imaterializável.

Fonte: DN, Lusa, Cid.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.