AGRONEGÓCIO: Cacanda aumenta produção de ovos.

Posted by

O maior projecto agro-industrial da Lunda Norte, que produz 12 mil ovos e 30 frangos/dia, está igualmente a aumentar as áreas de cultivo de cereais, de 50 para 150 hectares, com realce para o milho e a soja, visando a transformação da farinha e de ração animal.

Esta aposta, cujos valores de investimento não foram avançados durante a visita, visa aumentar os níveis de produção e evitar que os comerciantes importem a carne, ovo e o frango, permitindo a sua comercialização a preços acessíveis.

O projecto com 62 trabalhadores, nasceu da reabilitação e modernização da antiga Fazenda Cacanda, construída há mais de 40 anos pela extinta Diamang e comporta 12 aviários, seis naves, uma fábrica de rações, igual número de matadouro, oficinas, viveiros de plantas, centros de formação agrícola e sementes, áreas administrativas, habitações para gestores e trabalhadores.   

Situada a quatro quilómetros da cidade do Dundo, numa área de dez mil hectares, a sua reabilitação custou 29 milhões de dólares, financiando através de uma linha de crédito de Israel.

Actualmente, a fazenda, propriedade do Estado, está ser gerida pelo grupo empresarial “Agresurb”.

No final da visita, o coordenador do grupo parlamentar do MPLA para o município do Tchitato, Simão Xiribimbi, considerou ser um importante projecto para o processo de diversificação da economia local e da auto-suficiência alimentar da população.

Encorajou os actuais gestores a dinamizarem o projecto, aumentando os níveis de produção, sobretudo das hortícolas, farinha de milho e da carne, tendo em conta os desafios do Estado de diminuir as importações.

As jornadas, sob o lema “Angola, para um Desenvolvimento Sustentável Rumo às Autarquias Locais”, vão permitir avaliar as condições sociais, económicas e produtivas de cada município da Lunda Norte.

Fonte: Angop.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.