Depois dos resultados verificados nos jogos de segunda-feira, a selecção angolana de futebol precisa apenas de um empate, frente ao Mali, para se qualificar os oitavos-de-final da 32.ª edição do Campeonato Africano das Nações em futebol, que decorre no Egipto.

Os dois combinados jogam às 20 desta terça-feira, em Ismaília, para a última jornada do grupo E.

Caso os Palancas Negras imponham uma igualdade ao actual líder da série, somaria três pontos e se apuraria entre os quatro melhores terceiros. Na diferença de golos, o combinado angolano está bem servido, com um marcado e um sofrido, saldo nulo, tendo vantagem sobre a África do Sul (terceiro do grupo D, com três pontos, um golo marcado e dois sofridos -1) e Quénia (terceiro do grupo C, com três pontos, três marcados e sete sofridos -4).

Em situação privilegiada igual a dos angolanos estão os congoleses democráticos (terceiros do grupo A, com três pontos, quatro marcados igual sofridos, saldo nulo). A Guiné Conakry, terceiro do grupo B, com quatro pontos, já tem o passe garantido. O quarto melhor terceiro poderá sair do grupo F, entre Gana, Benin e Guiné Bissau.

Contudo, a seleção angolana ainda tem possibilidades de terminar em primeiro ou segundo no grupo, caso vença o seu adversário desta noite.

Angola ocupa neste momento a segunda posição do grupo E, com dois pontos, fruto de dois empates, frente à Tunísia (1-1) e Mauritânia (0-0). O Mali é líder, com quatro pontos, os tunisinos vêm a seguir com o mesmo número de pontos dos angolanos (dois). A Mauritânia ocupa a última posição, com um ponto.

Fonte: Sapo