HÓQUEI: ANGOLA VENCE A FRANÇA!

Posted by

Para efeitos de desempate, em caso de igualdade entre ambos os conjuntos rumo aos quartos de final, Angola ganhou vantagem sobre a França, ao vencer na concretização de livres diretos (1-0), tendo o único golo sido marcado por Martin Payero.

A França, que na primeira jornada perdeu, mas deu boa réplica à campeã em título Espanha (3-1), esteve a vencer por 1-0, mas Angola, que também esteve em evidência na estreia, ao sair derrotada por 5-4 frente à Itália, deu a volta e passou para a frente aos 3-2.

O empate a 3-3 acabou por cair para o lado da seleção gaulesa a quatro minutos do final do encontro, através de um livre direto marcado de forma irrepreensível por Carlo di Benedetto, que na próxima época irá trocar o Liceo pelo FC Porto.

Angola entrou bem no jogo, com os seus atiradores Martim Payero, João Pinto e Humberto ‘Big’ Mendes a procurarem desfeitear o guarda-redes Keven Correia, que joga em Portugal e vai trocar o Valença pela Física, mas foi a França, após várias ameaças, que chegou à vantagem.

O primeiro golo gaulês foi marcado na concretização de um livre direto pelo reforço portista Carlo di Benedetto, aos nove minutos, um dos três irmãos em pista – os outros são Bruno e Roberto -, que constituem a ‘espinha dorsal’ da França.

A seleção angolana reagiu da melhor forma ao golo sofrido e empatou por Anderson ‘Nery’ Silva, aos 11 minutos, mas a França voltou à vantagem no minuto seguinte, por Roberto di Benedetto, na recarga a um remate de Remi Herman, que joga no Juventude Viana, ao poste.

O equilíbrio foi uma constante do encontro, em que ambas as equipas repartiram oportunidades de golo, mas sem ultrapassar os guarda-redes Francisco Veludo e Keven Correia, tendo a seleção angolana terminado a primeira parte por cima, com situações de perigo por Martin Payero e João Pinto.

A seleção angolana, com mais posse de bola, entrou por cima na segunda parte e chegou ao empate a 2-2, aos 30 minutos, novamente por Anderson ‘Nery’ Silva, em posição frontal à baliza francesa, na recarga a uma bola devolvida pela tabela, que passou por cima do guarda-redes Keven Correia.

O guarda-redes angolano Francisco Veludo, cara a cara com Bruno di Benedetto, esteve em evidência ao defender uma grande penalidade aos 35 minutos, assinalada por ter ‘pisado’ a bola com a luva, após o que ambas as seleções dispuseram de duas ocasiões de perigo.

O ferro da baliza angolana travou um remate de Carlo di Benedetto, aos 39 minutos, e no mesmo minuto foi a baliza gaulesa que também ‘abanou’ com a bola no poste enviada por João Pinto.

Angola concretizou a reviravolta no marcador por João Pinto aos 40 minutos, na recarga a um primeiro remate de Martin Payero, defendido pelo guarda-redes Keven Correia.

A França, que tem como principal arma o seu letal contra-ataque, chegou ao empate a quatro minutos do fim da partida na concretização de um livre direto por Carlo di Benedetto, após ter sido mostrado o cartão azul a André Centeno.

A seleção de Angola, que está ainda na luta pelos lugares cimeiros do grupo A, colocou-se numa excelente posição na fuga ao quarto lugar, por forma a evitar o ‘play-off’ de acesso aos quartos de final com uma das equipas da Taça Intercontinental.

Jogo no Pavilhão Isaac Gàlvez, em Vilanova, em Espanha.

França – Angola, 3-3.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:

1-0, Carlo di Benedetto, aos nove minutos.

1-1, Anderson ‘Nery’ Silva, 11.

2-1, Roberto di Benedetto, 12.

2-2, Anderson ‘Nery’ Silva, 30.

2-3, João Pinto, 39.

3-3, Carlo di Benedetto, 46.

Sob a arbitragem de Sergi Mayor (Espanha) e Sergio Insua (Argentina), as equipas alinharam com:

– França: Keven Correia, Bruno di Benedetto, Roberto di Benedetto, Mathieu le Roux e Carlo di Benedetto. Jogaram ainda Remi Herman e Anthony da Costa.

Treinador: Fabien Savraux.

– Angola: Francisco Veludo, André Centeno, Martin Payero, Humberto ‘Big’ Mendes e João Pinto. Jogaram ainda Anderson ‘Nery’ Silva e Adilson ‘Pi’ Diogo.

Treinador: Fernando Falé.

Ação disciplinar: cartão azul para Humberto ‘Big’ Mendes (09) e André Centeno (46).

Assistência: cerca de 200 espetadores.

Fonte: RTP

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.