O Irão ameaçou e cumpriu. E já aumentou os níveis de enriquecimento de urânio para valores que superam os limites acordados com a comunidade internacional em 2015, segundo os dados do país. Teerão admitiu voltar atrás se Reino Unido, Alemanha e França apoiassem o país politicamente. A União Europeia já instou o Irão a abandonar o enriquecimento de urânio.

Mas a tensão continua a aumentar, com Teerão a renovar as ameaças esta segunda-feira.

O que está a elevar os preços do petróleo nos mercados internacionais. Além do Irão ser um produtor desta matéria-prima relevante, os receios de que haja um conflito militar no Médio Oriente também contribuem para a subida dos preços do petróleo, uma vez que a região é determinante para o mercado petrolífero.

O preço do barril do Brent está a subir 0,48% para 64,54 dólares.

Fonte: Jornal de Negócios