138 micro-empresas foram licenciadas na província do Cunene, no período de tempo compreendido entre Janeiro e Junho deste ano, contra 123 em relação a data transacto, informou a directora local do Comércio, Teresa da Costa.

Ao falar à Angop, sobre o funcionamento do sector, a responsável disse que dos estabelecimentos licenciados constam 82 que exercem o comércio a retalho, 43 de prestação de serviços e 13 são da actividade comercial a grosso.

Fez saber que o aumento de micro-empresas licenciadas deveu-se a entrada em funcionamento do sistema  da emissão local do alvará comercial, assim como fruto da pressão exercida pela operação resgate realizada pela Policia Nacional que permitiu desencorajar actividade informal.

Teresa da Costa sublinhou que o sector arrecadou no mesmo período em analise  cinco milhões, 51,996 kwanzas, proveniente da cobrança das taxas e emolumentos da emissão e remissão de alvarás, facturas de importação e exportação de mercadorias.

Gabinete do Comércio no Cunene controla 785 estabelecimentos comerciais, entre grossistas, retalhistas, prestação de serviços e mistos.