Os preços do petróleo seguem com descidas pouco acentuadas, depois de os EUA terem revelado que a procura de combustíveis diminuiu, inesperadamente, na semana passada, ao mesmo tempo que as reservas americanas aumentaram, superando as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg. O barril do Brent, negociado em Londres está a descer 0,16% para 64,25 dólares.

Fonte: Jornal de Negócios.