PRESIDENTE DA REPÚBLICA QUER JUVENTUDE COMO CENTRO DO DESENVOLVIMENTO DE ANGOLA.

Posted by

O Presidente da República, João Lourenço, defendeu nesta sexta-feira, na cidade do Soyo (província do Zaire) a necessidade de os jovens angolanos se empenharem mais nos estudos, por forma a servirem o país, num futuro próximo, nos diferentes ramos de actividade.

O Chefe de Estado angolano falava num encontro com jovens representantes dos seis municípios da província do Zaire, no quadro de uma visita de trabalho de dois dias àquela região.

Durante o encontro, no qual foram abordadas questões de carácter social, económica e político sobre o país e, em particular, sobre a província do Zaire, João Lourenço sublinhou que conta com a participação dos jovens para o desenvolvimento do país.

“Olho para a juventude angolana com muita atenção, porque nos momentos mais difíceis da História de Angola foi quem deu a maior contribuição”, afirmou o Chefe de Estado, numa referência ao empenho dos jovens na luta de libertação nacional e pela conquista da Independência do país, alcançada em Novembro de 1975.

Criação de postos de emprego

Quanto ao desemprego, que afecta grande parte da juventude, o Estadista disse que a solução passa, também, pelas iniciativas dos jovens, apesar de as responsabilidades que o Estado tem na criação de mais postos de emprego.

Foi nessa esteira que apelou aos jovens a estarem preparados para servir Angola, para onde forem chamados ou onde existir emprego.

Visita à fábrica de gás Angola LNG

No quadro da visita ao Soyo, o Presidente João Lourenço constatou o funcionamento da fábrica de gás liquefeito Angola LNG, edificada para evitar a queima de gás natural produzido nos diferentes blocos petrolíferos do offshore angolano.

Avaliado em 12 mil milhões de dólares norte-americanos, o projecto resulta de uma parceria entre as petrolíferas Sonangol (Angola), Chevron (EUA), BP (Reino Unido), Eni (Itália) e Total (França).

A fábrica tem capacidade para processar e lançar no mercado global, anualmente, 5,2 milhões de toneladas de Gás Natural Liquefeito (LNG).

No mercado interno, Angola LNG contribui para satisfazer as necessidades energéticas da indústria e de consumo local fora do sector da indústria.

Visita ao Ciclo Combinado do Soyo

Ainda no município do Soyo, o Titular do Poder Executivo inteirou-se também do funcionamento da Central do Ciclo Combinado, um projecto que vai beneficiar, até Setembro deste ano, cerca de três milhões de consumidores, em dez províncias do país.

A Central é composta por dois blocos constituídos por duas turbinas a gás cada, duas caldeiras de recuperação de calor e uma turbina de vapor. Cada bloco tem uma capacidade total de 375 Megawatts (MW) perfazendo um total de 750 MW.

O projecto é coordenado pelo Gabinete de Aproveitamento do Médio Kwanza (GAMEK), em representação do Ministério da Energia e Águas.

No quadro da deslocação à província do Zaire, o Chefe de Estado angolano trabalhou na quinta-feira (18) na cidade de Mbanza Kongo,onde se reuniu, em separado, com membros do Governo provincial e com o Conselho Provincial de Auscultação da Comunidade.

O Presidente da República regressa hoje, sexta-feira à cidade de Luanda, a capital do país.

Fonte: Angop.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.