BENGUELA: Consumidores confrontados com subida de preço da cesta básica no Lobito.

Posted by

O preço dos produtos da cesta básica subiu nos últimos dias, no município do Lobito, em Benguela, devido ao impacto dos cambiais e dos efeitos da redução na importação de bens alimentares, disse hoje, quarta-feira, o director municipal do Comércio, Pedro Jamba.

Em declarações à Angop, aquele responsável aponta o dedo à falta de divisas e chega mesmo a adiantar que, para se manter no mercado, alguns grossitas são obrigados a adquirir os produtos directamente a outros grossistas que ainda conseguem importar, daí terem subido o preço dos alimentos entre 20 e 25 porcento.

Apesar de reconhecer o impacto desta situação na diminuição do poder de compra das famílias, Pedro Jamba explica que estes comerciantes estão a agir segundo a Lei das Actividades Comerciais, que prevê margens de lucro de 20 a 25 porcento para o grossista que, ao invés de comprar directamente ao importador, fá-lo a operadores similares.

“Há dois meses, muitos comerciantes estavam a aplicar 20 porcento”, comentou, salientando que uns actualizaram os preços para 23 porcento e outros foram aos 25 porcento, assim que se agravaram as dificuldades no acesso aos cambiais para muitos grossistas no município do Lobito.

Como não conseguem divisas para importar, então a alternativa é a revenda de produtos entre grossistas, sublinhou o director Pedro Jamba, segundo o qual aqueles que compram aos outros estipulam os preços aplicando margem de lucros de 20 a 25 porcento.

A título de exemplo, informou que no mercado formal, o saco de 25 quilogramas de arroz custava 5.500 kwanzas (Akz) e agora está entre os seis mil e os seis mil e 200 kwanzas, o saco de 50 quilos de açúcar estava a 11.400 Akz e, por esta altura, a 12.400 Akz, enquanto a caixa de sabão, cada, com 20 unidades, subiu de 4.200 para 4.850 kwanzas.

Outro produto que ficou mais caro no mercado é o óleo vegetal. A caixa de 12 litros subiu de 5.700 kwanzas para seis mil, sendo que a caixa de massa alimentar, com 24 unidades, está a ser vendida a 2.400 kwanzas contra os anteriores 1.950 akz. Já o saco de 50 quilogramas de farinha de trigo passou de nove mil para 10.500 kwanzas.

Ainda acrescentou que o saco de fuba de milho, de 25 quilogramas, aumentou de 3.200 para 3.600 kwanzas, tal como a caixa de coxa de frango, que custava 4.800 e está a seis mil kwanzas ao bolso do consumidor.

Contabilista de profissão, Pedro Jamba reforça que a rede retalhista segue, também, esta tendência de aumento aplicando margens de lucro de 14 a 25 porcento aos produtos da cesta básica, mas descarta casos de especulação de preços, já que, defende, os preços dos produtos estão a ser actualizados tendo em conta a Lei das Actividades Comerciais.

Mesmo assim, conta que a instituição já inspeccionou 22 estabelecimentos comerciais da rede grossista e esta acção de fiscalização vai continuar para desencorajar que haja especulação de preços no mercado, o qual seria prejudicial para as famílias que ressentem da diminuição do poder de compra.

Actualmente, o município do Lobito controla 278 estabelecimentos comerciais na rede grossista e outros mil e 32 retalhistas.

Fonte: Angop.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.