Governo de Angola vende mais 23 unidades industriais da Zona Económica Especial Luanda-Bengo.

Posted by

Um lote de 23 unidades industriais foi seleccionado para venda na segunda fase de privatização de empreendimentos da Zona Económica Especial Luanda-Bengo, informou o Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE).

O Jornal de Angola escreveu que entre as unidades a privatizar conta-se a Betonar-Zub (de estruturas de betão), Indupla (plásticos), Indupame (montagem de pavilhões metálicos), Indutubo (fábrica de tubos), Infer (ferragem) e Matelectric (materiais eléctricos).

Figuram ainda a Ninhoflex (colchões), Telhafal (telhas metálicas), Vedatela (vedações), Indutive (tintas e vernizes), Funsucalco (fundição de sucatas de alumínio e cobre) e Mangotal (torres metálicas).

Esse processo segue-se a um outro, estabelecido entre 28 de Fevereiro e 31 de Maio de 2019, quando o IGAPE colocou à venda um lote de sete unidades industriais da ZEE – Univitro (indústria de transformação de vidro), Juntex (de argamassa), Carton (cartonagem), Absor (absorventes), Indugidet (produtos de higiene e detergentes), Coberlen (cobertores) e Saciango (sacos de cimento).

Após apreciação das propostas recebidas, a Comissão de Negociação do IGAPE adjudicar a Carton, Indugidet, Juntex, Univitro e Coberlan aos concorrentes Angoalissar, Azoria, Ecoindustry e Zeepack, tendo ficado de fora as empresas Absor e Saciango.

As unidades submetidas a privatização nestas duas fases fazem parte de um lote de 52 que se encontram em diferentes estágios de desenvolvimento – 26 totalmente implantadas, 20 semi-acabadas (já com lote vedado, armazém e escritórios) e sete ainda em contentores.

Fonte: Macauhub.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.